RÁDIO WEB CEDEPPE

Centro de Desenvolvimento Pessoal e Profissional de Executivos

Qualidade e Gerenciamento de Projetos - Brasil, África, América Latina

Nossos Posts

Gestão da Emoção: A arte de observar o invisível e ouvir o inaudível

Postado por: Débora Silvério

Trouxe um texto para reflexão a cerca da gestão das emoções pessoais, bem como gestão empresarial.

A capacidade de ser  mentalmente empreeendedor e criativo se inicia com o processo de observação acurado, detalhado e intenso. entretanto, o processo de observação, para ser efetivo, não pode ser unifocal; deve, sim, ser multifocal, multiangular; depende, portanto, de um olhar aberto, dirigidos a multiplos focos, lados ou ãngulos. depende também de um processo de captura de dados e interpretação isentos de tendências, que enxergue além da imagem e escute além dos limites dos sons. Um líder empreeendedor e inovador, seja empresarial ou educacional, observa muito e fala pouco; usa mais os olhos do que a língua.

Por treinar a arte de observar por múltiplos ângulos, um líder empreeendedor aguça sua percepção para detectar a desatualização da empresa. as crises financeiras e os conflitos sociais antes que os sintomas apareçam. Torna-se, assim, um inovador, em refletir sobre os dados que capta e em libertar a imaginação.

Muitos líderes não inovadores, por outro lado, só enxergam que fracassaram quando sua empresa está à beira da falência ou quando se dão conta, tarde demais, de que se tornaram profisssionais ultrapassados. Seu EU vive aprisionado nos sucessos do passado. São lentos para perceber o mundo em mutação, enxergar a necessidade de inovar, ser proativos, superar o cárcere da rotina.

A gestão da emoção previne acidentes ao treinar líderes para que ouçam o inaudível e enxerguem o invisível. quem só enxerga os sintomas visíveis é um operador, não um estrategista.

Fonte: livro Gestão da Emoção , Autor : Augusto Cury