RÁDIO WEB CEDEPPE

Centro de Desenvolvimento Pessoal e Profissional de Executivos

Qualidade e Gerenciamento de Projetos - Brasil, África, América Latina

Nossos Posts

Convite às Mulheres - www.eme.cedeppe.com.br

Postado por: Roberto Cysne

Em ascensão no Brasil, o empreendedorismo feminino é visto como um fator de mudança cultural e comportamental.

A pesquisa internacional "Global Entrepreneurship Monitor" (GEM), parceria do Babson College de Boston (EUA) e da London Business School (Inglaterra) com o apoio da Kauffamam for Entrepreneurial Leadership (EUA), realizada no ano de 2000, pesquisou em 21 países e apontou o Brasil como um dos países mais empreendedores, ganhando dos Estados Unidos, da Austrália, da Alemanha, do Canadá, da França, da Itália e do Japão.

Segundo dados do GEM em 2000, três em cada dez empreendedores eram mulheres. Hoje, a proporção aumentou para cinco. Dos 14 milhões de pessoas que desenvolvem alguma atividade empresarial no país, 6,5 milhões são mulheres. Os dados são do relatório GEM 2003. A taxa de mulheres empreendedoras saltou de 29% em 2000 para 46% em 2003. Segundo a pesquisa, as mulheres empreendem mais por necessidade do que os homens ? 42% contra 39%.

As mulheres estão ambiciosas e exigentes nos aspectos financeiros, pessoal e profissional. Várias características foram confirmadas, sejam elas de necessidades, conhecimentos, habilidades ou de valores.

O perfil das mulheres empreendedoras abrange as seguintes características:

Necessidades

  • Independência
  • Desenvolvimento pessoal
  • Segurança
  • Auto-realização
  • Correr risco calculado

Conhecimentos

  • Aspectos técnicos relacionados com o negócio
  • Experiência na área comercial
  • Experiência em empresas
  • Formação complementar
  • Vivência em situações novas

Habilidades

  • Identificação de novas oportunidades
  • Valoração de oportunidades e pensamento criativo
  • Comunicação persuasiva
  • Negociação
  • Aquisição de informações
  • Resolução de problemas
  • Alcançar metas
  • Motivação e decisão

Valores

  • Existenciais
  • Éticos
  • Morais
  • Qualidade

Tais características demonstram o potencial das empreendedoras no campo dos negócios. Barreiras de preconceito estão sendo quebradas. A preocupação em se unir para alcançar maiores metas, a diversificação das áreas de atuação e de mercado, a busca de novos conhecimentos através de capacitação e estar sempre antenadas nos acontecimentos são os fatores para alcançar seu maior objetivo, o aumento na renda familiar e melhoria de vida de seus familiares

As mulheres detêm a maioria das características empreendedoras e suas habilidades são seu maior potencial, atrelado à capacidade de diversificação.

Mesmo com um grande potencial empreendedor, o brasileiro tem que se preparar melhor. Segundo o SEBRAE (2004) a taxa de mortalidade nas empresas brasileiras alcançou em 2000, 59,9%, em 2001, 56,4% e em 2002, 49,4%. O mesmo estudo também constatou que os ex-proprietários das empresas extintas, 63% eram do sexo masculino e as principais razões apontadas para o fechamento das empresas foram: a falta de capital de giro, falta de clientes, problemas financeiros, recessão econômica, falta de crédito bancário e falta de conhecimentos gerenciais.

Fonte: Sebrae